27 a 29 de setembro de 2016
Jataí - GO
UFG - Câmpus Cidade Universitária
ISSN 21781281
Você está em: 
04. Leitura crítica da mídia
ImprimirImprimir     
 

04. Leitura crítica da mídia


Coordenadores: Profª. Drª. Gardene Leão de Castro (Professora da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia da Universidade Federal de Goiás/ Regional Goiânia)

 

Ementa:

Tão importante quanto fazer a leitura crítica da mídia é conhecer um pouco mais sobre as condições de sua produção. Assim, podem-se identificar as intenções de quem produz uma mensagem veiculada em qualquer tipo de meio de comunicação – revista, jornal, rádio, TV ou Internet. Esta oficina buscará colaborar para a formação de expectadores críticos quanto ao papel social da mídia. Serão analisadas as mensagens dos veículos tradicionais e as propostas de comunicação alternativa: blogs, rádios comunitárias etc.

 

Metodologia: exposição do conteúdo ministrado e diálogo com a realidade, através da análise de notícias e imagens midiáticas e leitura crítica dos meios de comunicação no contexto contemporâneo. Discussão de exemplos de pesquisas em andamento.

 

Programação do Minicurso:

1)      A espetacularização dos movimentos sociais na mídia contemporânea

2)      Padrões estéticos na mídia atual: “o novo homem e a nova mulher”

3)      A influência da mídia e da publicidade no público infantil.

4)      Concentração da propriedade dos meios no Brasil

5)      A comunicação como um direito humano

6)      Estudo de caso: a representação do jovem na mídia impressa goiana.

 

Bibliografia Básica:

ABRAMO, Helena; LEÓN, Oscar; FREITAS, Maria Virgínia. Juventude e adolescência no Brasil: Referências Conceituais. São Paulo: Ação Educativa, 2005.

ALPIZAR, Lydia; BERNAL, Marina. Construção Social da Juventude. In: Mulheres Jovens e Direitos Humanos. Manual de capacitação em direitos humanos das mulheres jovens e a aplicação da CEDAW. REDLAC (Org.), 2002.

BOURDIEU, Pierre. A juventude é apenas uma palavra.  In: Questões de sociologia.Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

KEHL, Maria Rita. A fratria órfã: conversas sobre a juventude. São Paulo: Olho D'água, 2008.

LIMA, Venício A. Revisitando as sete teses sobre mídia e política no Brasil. In: LIMA, Venício A. Mídia, crise política e poder no Brasil. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, p. 51-64.

MARTINO, Luiz C.; FRANÇA, Vera Veiga (Orgs.). Teorias da comunicação: conceitos, escolas e tendências. Petrópolis: Vozes, 2001, p. 11-25.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Globalização comunicacional e transformação cultural. In:

MORAES, Dênis (Org.). Por uma outra comunicação: mídia, mundialização cultural e poder. Rio de Janeiro: Record, 2003, p. 57-86.

MORAES, Dênis. O capital da mídia na lógica da globalização. In: MORAES, Dênis (Org.). Por uma outra comunicação: mídia, mundialização cultural e poder. Rio de Janeiro: Record, 2003, p. 187-216.

RECTOR, Mônica. A fala dos jovens. Vozes, Petrópolis, 1994. p. 27-45.

SANTAELLA, Lúcia. O corpo volátil na moda e nas mídias. In: SANTAELLA, Lúcia. Corpo e Comunicação: sintoma da cultura. São Paulo: Paulus, 2004, p. 115-130

SOARES, Luiz Eduardo. Juventude e Violência no Brasil contemporâneo. In: NOVAES, Regina;

VANNUCHI, Paulo. Juventude e Sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.

WAISELFISZ, Julio. Mapa da violência 2014. São Paulo: Instituto Sangari, 2014


Desenvolvido por Dype Soluções